domingo, 30 de agosto de 2009

Cof... cof... cof...

Nossa, quanto tempo não posto aqui.

Filho, você tá tão lindo, esperto e inteligente. Hoje você completa 1 ano e 5 meses. São tantas mudanças que me deixam encantada cada vez mais com você.

Agora tá iniciando as manias, cada uma de morrer de rir, deixa eu tentar lembrar algumas:

- Quando a gente sai de onde está sentado, você sai correndo e senta no lugar, seu avô que o diga rs
- Quando tá concentrado fazendo qualquer coisa, morde a língua igualzinho a mamãe e a vovó
- Na hora de dormir coloca as mãozinhas debaixo do travesseiro ou então junto do corpo (o corpo em cima das mãos), até isso mamãe faz e achei o máximo na primeira vez que vi.

A 2 semanas descobrimos alergia a leite de vaca. O Filipe estava com nariz escorrendo, catarro, peito chiando, tosse, espirro, coçando muito o olho e diarréia. Tirei o LV e melhorou, introduzi a soja, os 3 primeiros dias foram até tranquilos, mas depois o efeito foi pior do que o LV. Tirei leite e derivados e tenho pesquisado muito sobre alergia. Uma amiga da pediatria radical, a Rita, tem me ensinado muuuuito.
O leite estou fazendo o leite de amêndoas, deixo de molho de um dia para o outro e bato no liquidificador, gostoso que só e hoje pesquisei as propriedades dele e vi muita coisa positiva, é um leite super saudável, que mantêm os níveis de colesterol e glicemia estáveis, fora as outras qualidades. Ontem foi a primeira vez que fiz e o Filipe tomou tudo, só que hoje aprendi que não pode ferver para não oxidar e também que quando se deixa de molho tem que por soro de iorgute e quando for fazer trocar a água. Amanhã vou fazer o iorgute para poder tirar o soro. Ah, o soro tem pouquissíma lactose e mesmo assim é só pra deixar de molho (1 colher de sopa na água) para neutralizar o fitato. Vou fazer para neutralizar o fitato do feijão também.
Amanhã vou no supermercado para comprar os ingredientes para fazer as comidas para o Filipe, descobri o leite de arroz, biscoito de arroz e macarrão de arroz. Agora é ficar de olho nos ingredientes de TODOS os produtos. Confesso que isso tem sido bem chato, até porque tem MUITA coisa que eu não entendo, eles deveriam escrever para que pessoas comuns como eu saiba o que está consumindo, mas eu acostumo.

Uma coisa muuuuito importante é que o Filipe começou a dormir a noite toda, ai que alívio gente, isso é bom demais da conta. Começou quando fomos pra Caldas Novas em Julho, ele vivia na piscina, chegava super cansado no quarto e nisso ia a noite toda, passamos 3 dias lá, e quando ele voltou continuou no ritmo. Nossa, que alívio! Acho também que tem a ver com o leite que tiramos e os derivados. A única coisa que tem me chateado é que as pessoas não entendem a gravidade da alergia, acham que é frescura. Então tenho que ficar em cima.

Ontem fomos na formatura da Andreia, madrinha do Filipe, foi no baile e ele foi vestido de gala, terno e gravata, pensa que lindo que ficou, fez o maior sucesso, parava todo mundo.

Estava com saudade desse cantinho.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Filipe e suas traquinagens

Sinto como se nunca estivesse tão apaixonada pelo meu filho como estou agora, ou será que é pq o amor aumentou? Não sei, mas o amor é tanto.... tanto... que não tá cabendo dentro do peito.
Ele tá tão lindo! Tão esperto que só vendo rs
Já consegue identificar os comôdos da casa, vc pode pedir para ele ir em qualquer um que ele vai certinho. Na hora que fala que vamos tomar banho ele sai de onde ele estiver e vai para o banheiro, aí fala que ele tem que tirar a roupa antes e ele fica doidinho tentando tirar a blusa, puxa e estica todo desesperado pra tirar logo, a gente ri demais.
Ele está numa fase super linda, está super prestativo, adora poder ajudar, se sente o todo quando a gente pede pra ele pegar alguma coisa ou levar algo para alguém, e faz direitinho.
E o carinho.... Ô mamãe.... Tão gostoso... Do nada ele para de brincar ou de fazer o que está fazendo e abraça a nossa perna e dá uns tapinhas kkkkkkkkk, de vez em qd ele pede colo pra abraçar a gente e faz o mesmo com os tapinhas, é tão lindo, ele encosta a cabecinha na gente rs.
Hoje ele aprendeu a andar de ré, kkkkkkkkkk, nem acreditei qd vi, foi de manhã, de repente vi ele andando pra trás todo concentrado e achando o máximo o feito e não é que ele consegue!
E qd ele cisma em testar seu equilibrio? Ele começa a andar em circulos e não para, fica tonto, levanta e volta a andar dando voltas, a gente tem que pegar ele pra poder parar.
Ele já está bem mais seguro pra andar, as mãozinhas ainda estão um pouco levantadas, mas não é tanto, só qd ele quer correr que ele levanta bem elas, tão lindo, tão pequeno....
Hj fiquei um tempão olhando pra ele, é tão lindo um menininho tão pequenino andando, tentando ser independente!
Tô amando, muito mesmo e tô muito feliz.
Ele é super tranquilo, agora adora assistir Hi-5 e os mecanimais, os backiardigans ele só gosta da música e o Mister Maker ele gosta das formas.
A noite estamos seguindo a rotina a risca, um banho, mamadeira com tudo apagado e ele já termina cochilando.
Conforme for lembrando venho aqui, são tanta coisas...

Ia terminar mas acabou de acontecer uma engraçada:

Estou eu digitando na mesa e o Filipe assistindo o Mister Maker, aqui no prédio está tendo reforma, então é barulho o dia inteiro (irritante), só que a pouco o cara usou uma máquina bem barulhenta, o Filipe assustou e venho correndo para o meu lado com os olhos escancarados de medo kkkkkkkkk
Ele tem essa, qd ele fica com medo ele não chora não, primeiro ele me procura.

Esses dias tá ele no quarto pegando brinquedo no baú, de repente ele começa: mamã, mamã, mamã.... gritando e sem parar de me chamar, saí correndo achando que ele tinha prendido o dedinho na gaveta, qd chego a cena do Filipe dentro do baú de brinquedos, metade do corpo pra dentro e as perninhas pra fora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Foi muuuuito engraçado.

Ah, ontem ele conquistou seu primeiro galo na cabeça, ele estava na casa da minha mãe, foi correr para a cozinha e lá tem uma diferença no chão da sala pra cozinha e ele desequilibrou e bateu a cabeça na quina da parede, ficou um galo tadinho, minha mãe disse que ele chorou muito. Mas está tudo bem graças a Deus.

sábado, 23 de maio de 2009

Mais um salto de desenvolvimento - 13 meses



Ocorreu na semana retrasada, mais ou menos do dia 4 ao dia 9. É tão difícil, temos que acordar várias e várias vezes a noite, ficamos só o bagaço da laranja rs, mas é tudo tão perfeito e tão mágico que depois vem a recopensa, no sábado o Filipe começou a dormir melhor (finalzinho do salto), na segunda feira de manhã ele na cama comigo depois que o Rodrigo foi trabalhar ele ficou sentando e levantando sem apoio, assim do nada, fez diversas vezes, a noite ele começou a andar sozinho. Uma distância curta, mas não era mais a gente que colocava ele encostado em algum lugar e chamava, era decisão dele, por vontade própria. Desse dia em diante as passadas iam ficando mais demoradas, hoje ele já anda bastante, principalmente se está com vontade de ir em algum lugar, vai bastante mesmo, mas ainda não tem confiança de se soltar e ir sozinho.
Resumindo de lá até hoje:
Então, está super frio esses dias então me fartei e comprei várias roupinhas lindas para o Filipe de inverno, tocas, cachecol, uma lindesa.
Ontem a tarde estava dormindo com ele na minha cama, levatei pra ir ao banheiro, sempre que ele acorda ele faz um barulho, ou me chama ou se espreguiça e ontem ele não fez nada disso, de repente escuto o baruro do tombo, nossa que susto! Saí correndo, quando cheguei no quarto ele estava de bruços caido, ai meu coração doeu tanto, peguei ele e loguinho ele parou de chorar, não ficou galo e nem hematoma, ficou vermelho na testa, mas no outro dia não tinha mais nada. Acho que ele chorou mais pelo susto do que pela dor.
A noite fomos para um jantar dançante e decidimos não ler o Filipe devido ao frio, deixamos ele ir dormir na casa da vovó (que é a 2 quadras da nossa casa), fomos mas ficamos com a cabeça aqui, lá na festa estávamos com o coração tão apertado pq quando deixamos ele lá minha mãe falou para ele dar tchau pra gente, nesse momento ele estava no colo do Rodrigo, e ele deu tchau para o meu pai, achando que a gente estava levando ele pra casa, ai que cena ruim. Como tinhamos que deixar a chave do carro lá na minha mãe decidimos pegar ele e levá-lo pra casa conosco, mas chegamos depois de 00:00 e ele estava dormindo, quentinho, não achei correto pegar ele. Fomos pra casa, mas cedinho já estava batendo na porta da minha mãe, ela achou até estranho pq achou que só ia pegar o Filipe na hora do almoço por estar cansada da noite anterior. Até parece que eu ia aguentar ficar sem ver meu príncipe. Então decidido, dormir na casa da vovó novamente só quando estive grandinho e tiver com vontade, pq mamãe deixar denovo de jeito nenhum. sei que minha mãe cuida com todo amor do mundo, que não ia faltar nada, mas ficou estranho, faltando um pedaço da gente lá.
Fora que hoje ele chorou muito quando trouxe ele pra casa, quando ele viu o Rodrigo abraçou até, quando bateu o sono ele começou a chorar, acho que ele estava com medo de dormir e a gente ir embora de novo (não gosto nem de pensar nisso), então o Rodrigo deitou na cama com ele e eu e combinamos que só iamos levantar depois que ele acordasse e visse nós 2 na cama. E assim fizemos. Foi perfeito.
Hoje fomos para o niver da Geovana (completou 6 anos), a festa foi com o tema FESTA HAVAIANA, foi bem legal, o Filipe estava lindo, coloquei o cachecol, touca e blusa de lã verde, lindo demais mamãe. Voltamos antes do parabéns por 2 motivos, um que estava ventando bastante (apesar que o Filipe estava bem protegido) o outro é que o Rodrigo estav bem cansado pq jogou futebol a tarde. Agora está os dois dormindo na cama, claro que não ia deixar o Filipe dormir no outro quarto com o frio que está, ele vai dormir com o papai na cama e mamãe no colchão no chão. O que não fazemos pelo filho heim!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Mãmãmãe

Ai, tem tanta coisa pra contar, mas como está muito tarde vou contar só essa que acabou de acontecer. São 00:24, Filipe está dormindo e eu mexendo na internet na sala. Nesses últimos dias ele só fala mamãe, tá um grude só, até se eu for no banheiro tenho que leva-lo. Tudo chama a mamãe dele. Ontem o Arthur da tia Vanessa mordeu ele, ele estava sentadinho no chão na minha frente, olhou pra mim, estendeu os bracinhos, fez beicinho e disse MAMÃEEEEEE. Nossa meu coração chega pula.
Agora, a 1 minuto atrás escuto ele lá do quarto MÃMÃMÃE... Ele está dormindo. Graça né!

Te amo filho.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Comemoração do DIA DAS MÃES



Meu dia foi ótimo, de manhã preparei o almoço que por sinal ficou uma delícia. E as sobremesas então? Que pecado!

O Filipe estava lindo, quer dizer, lindo ele já é né! Mas deu pra entender rs.

Pior foi que só no outro dia que fui ver as fotos e que percebi que esqueci de me arrumar. Credo!!! Foi tudo tão corrido que esqueci desse detalhe, mas tudo bem, valeu muito a pena e fiquei extremamente feliz.

Hoje, dia 14/05 que vim receber meu presente, o Rodrigo havia esquecido no tribunal e vindo dele isso era de se esperar. Gostei muito, é uma necesser com um kit (sabonete cremoso, hidratante, perfume e sei lá mais o que. Bem lindinho, dá até dó de usar.

O almoço foi na casa da minha mãe, por ser maior e mais fácil de fazer as coisas. Almoçamos e fui terminar de fazer o bolo da Kaká, fomos pra casa da Karen e lá encontramos a Lígia, o Cris com a Geovana e a Ana Clara. Eles vieram do Rio passear. Foi ótimo revê-los.

De lá fomos para a congregação de Samambaia Sul, foi lindo, as crianças apresentaram. Havia muitas pessoas que não via a algum tempo. E fiquei feliz de saber que apesar do tempo as pessoas não esqucem o carinho que sente por nó e nem nós por eles.

O Filipe brincou muito, chegou em casa morrendo de cansado, dei um banho pq estava todo suado e logo depois dormiu, foi direto, acordou só as 9:00.

sábado, 9 de maio de 2009

Tô tão anciosa que nem consigo dormir


Vê se pode, são 2:30 da madrugada, estou super cansada pois fiz um monte de coisas hoje e perdi o sono. Mas também esse é o meu 2º dia da mães, ano passado o Filipe só tinha 1 mês nem tinha caido a ficha ainda de que euzinha já era uma mãe, e agora tem 1 ano e 1 mês que estou com meu pequeno príncipe do meu lado, e sabe, sou a heroína dele. Estava me lembrando, quando ele passa medo ele me agarra e fica abraçadinho comigo, posso sentir o coraçãozinho dele batendo rápido e como vai desacelerando quando ele se sente protegido. É como se nada nesse mundo pudesse o atingir, como se eu fosse algo ou alguém super sabe. É tão gostosa essa sensação. Ai se ele soubesse como sou frágil! Será até quando isso vai durar, será até quando ele vai me achar uma heroína? Quer saber? Não tô nem aí, vou aproveitar. Acho que vou mandar fazer uma camiseta da mulher maravilha rs. Pelo menos o Filipe vai concordar comigo. kkkkkkk
Agora vou dormir, tenho que acordar daqui a 5 horas pra começara preparar o almoço do dia das mães. Afinal, esse vai entrar para o album.

Feliz Dia das Mães


Quando um bebê decide vir ao mundo, nasce com ele uma mamãe. Uma mãe é mãe desde o primeiro instante. Mesmo quando a vida ainda é um minúsculo ser implantado no ventre, a gente já é mãe do coração. Todo nosso pensamento, todo nosso cuidado se volta para esse serzinho que, tão minúsculo, já provoca emoções tão grandes.A simples descoberta já nos traz um turbilhão de emoções inexplicáveis. A vida nunca mais vai ser a mesma. E nos perguntamos: "será que vou ser uma boa mãe?" "Será que vou saber cuidar do meu bebê?" Mas uma mãe não nasce mãe e não aprende a ser em escolas. Uma mãe é e isso basta. Mãe sente, mãe adivinha, mãe aprende sofrendo, mãe sofre aprendendo.Benditas são as mulheres! Se elas suportam uma das maiores dores, sentem sem dúvida a maior das felicidades. Uma mulher grávida é sempre algo sublime, ela tem algo de anjo e santo, uma aura invisível que reflete e ilumina seu rosto.Ela carrega nela a vida, um pedacinho dela mesma que vai um dia ter vida própria e isso é maravilhoso e assustador ao mesmo tempo.Deve ser por isso que nos tornamos tão emotivas e choramos tão facilmente. Deve ser essa a razão de querermos estar satisfeitas em todos os nossos desejos. Que a gravidez não é uma doença é verdade.Mas que não digam que é normal e que a pessoa pode viver normalmente, pois isso não é verdade. Todo o equilíbrio físico, psicológico e emocional fica balançado. Há ainda hoje civilizações onde as mulheres grávidas são tratadas como seres especiais e divinos.Mãe que está descobrindo as alegrias da maternidade agora, deixa eu te dizer uma coisa: se você tem medo de não saber o suficiente para ensinar ao seu bebê os caminhos da vida, saiba que é com ele que você vai aprender a trilhar muitos desses caminhos.Viva a sua gravidez em todos os seus instantes e não se preocupe se está fazendo ou se fará as coisas certas ou erradas.Seu coração vai te ditar, confie nele! Aproveite ao máximo cada segundo, pois cada momento é único e esse privilégio não é dado a todos.

Fale com seu bebê, faça carinho nele, sorria pra ele; viva o mais serenamente possível. Acredite: esses momentos são preciosos!...E, sobretudo, você é uma pessoa agraciada! Deus os escolheu, para que fizessem parte um do outro. Ele saberá, certamente, conduzi-los nesse maravilhoso caminho.

Preparativos para Dia das Mães


Hoje meu dia foi super corrido, na verdade minha tarde porque como o Filipe não dormiu essa noite (salto de desenvolvimento) acabei tirando o atraso a tarde, nem almocei, o Rodrigo trabalhou de manhã, chegou as 11:30 e eu fui dormir, não aguentei nem esperar o almoço ficar pronto, dormi até as 16:00 porque a Karen chegou. Fomos comprar as coisinhas para a festinha da Karine, logo depois fui pra casa da minha mãe, fiz o bolo, pudim, 5 sabores diferentes de gelatina para poder fazer a gelatina colorida amanhã, comprei os ingredientes para o almoço que vou fazer pra gente (os maridos que tinham que tomar vergonha né!).
Cardápio do Dia das mães:
- Peito de frango ao catupiry
- Arroz recheado
- Batata duchê (acho que não é esse o nome, batizei rs)
- Pudim
- Gelatina colorida cremosa
- Musse de chocolate

Hummmm... Espero que fique bom. A sopa do Filipe já está pronta, acho forte pra ele ainda, mas sei que ele vai fuçar o prato de todo mundo, mas pelo menos não é muita coisa.

Acredita que estou anciosa? Meu segundo dia das mães. Já fiquei sabendo que o lerdo do meu marido esqueceu meu presente no serviço. Ninguém merece! Será o que é?

Amanhã conto como foi.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ida a pediatra, passei uma vergonha rs


Pois é, hoje foi dia de consulta, com a pediatra dele tenho que marcar 2 meses antes porque se não não tem vaga (queria ver se fosse particular se não ia ter?), pois é, marquei de manhã já que o Rodrigo está em casa, mas essa semana ele está fazendo um curso de manhã, logo essa semana. Vai eu com o Filipe, dei banho, vesti ele todo estiloso (não existe passarela de moda infantil melhor que sala de espera de pediatra rs), dei mamadeira e fomos. Chegando lá a criança só queria ficar andando, tudo bem, fui levando onde ele queria, até que ele achou a bendita escada, ai pronto, aquele momento foi o início de toda a canseira. Ele ia e eu pegava ele, chorava, gritava, me batia, com um monte de gente olhando, e ainda vem as palpiteiras "Deixa, ele quer ficar no chão, deixa o bichinho andar", será que ela não estava enchergando a escada na frente dela? Devia ser cega, aff. Levava ele pra outro lado e ele voltava pra escada e começava o chororô. Tirei e não levei mais, chorou um tempão, nada acalmava. Depois ele encutiu com o elevador, queria que o elevador abisse e fechasse a porta, vê se pode, chorava, batia TUDO DENOVO...
Ai foi quando me toquei do ocorrido. Quando marquei a consulta a rotina do Filipe estava diferente, ele dormia as 9 e acordava as 10:20, então era só dar banho antes de dormir, o consultorio é pertinho de casa, ele acordava e iamos. Só que de 3 semanas pra cá a rotina dele mudou, ele sempre dorme as 10:40/11:00 e acorad 12:20 pra almoçar. Então lá no consultório ele estava com sono e como postei ontem isso é batata pra dar um "piti". Tanto quando chegamos, já estava em torno de 12:00 e ele mal almoçou, comeu pouco e acabei fazendo a mamadeira para não deixa-lo dormir com fome. Logo depois dormiu e está dormindo a 1 hora e meia.
Ele está com 79 cm
9,800 Kilos (não engordou quase nada, aumentou 500g em 2 meses, pouquíssimo, mas está dentro da média ideal).
48 cm perímetro cefálico

A consulta agora será de 2 em 2 meses. Já vou marcar hoje, porque se demorar só consigo daqui a 3 ou 4 meses.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Filipe está resfriado


Não sei se é mesmo um resfriado, na verdade começou ontem com o nariz escorrendo, acho que foi porque ele dormiu na minha cama e tinha um edredon perto que estava empoeirado, tinha tirado pra lavar e acabei esquecendo, e como o Filipe não dorme mais quieto, rola a cama toda acabou indo pra cima desse edredom. Ontem mesmo acabei trocando logo tudo, lençois, cobertor do nosso quarto e do quartinho dele, mas a noite foi complicada. A noite que o bicho pega né, foi difícil de dormir até que dei o descongex plus, ouvi falar que essa medicação não é adequada, mas foi a pedi dele que passou na consulta anterior, mas mesmo assim vou pesquisar e se achar posto aqui pra não esquecer mais.

Não deu febre graças a Deus, por isso estou na duvída e acho que é alérgico, vamos ver, amanhã ele tem consulta, não deixo passar meeeesmo, pago plano de saúde pra isso. Ainda mais que depois que a Kaká está com pneumonia fiquei morrendo de medo do Filipe pegar, não pelo contato, mas pela circunstância mesmo, já pensou deixar passar e piorar e depois eu ter que ficar internada com ele, isso é judiação demais para um bebê. Estou vendo o que minha amiga Karen está passando e não quero passar pelo mesmo. Se Deus quise amanhã não vai ser detectado nenhuma infecção ou inflamação e aí entramos com o anti alérgico, o que alivia muito pra ele.

Na consulta quero pedir um exame de sangue pra ver se está tudo bem, morro de medo de anemia, e as vitaminas são todas da fonte, dos alimentos, não me desce pela garganta ficar dando remédio para uma criança sem uma causa, vitaminas, ferro e não sei mais o quê. Se fosse o Filipe estaria tomando vitamina desde os 3 meses. Nem... Ele come super bem, comidas saudáveis então não vejo necessidade. Fora as várias mamães que falam que davam as vitaminas e mesmo assim os filhos ficaram com anemia, do que adinata então entupir a criança dessas coisas?

Bom, essa semana vamos tirar a prova dos 9. Espero muito que não dê nada e assim poder fazer amigas pararem de dar essas medicações sem necessidade para os filhos.

Depois venho contar.

1º Fase de muitas que virão ai ai


O Filipe está na fase dos NÃO! Tudo é não. E ai de quem não faz as vontades dele, na hora que ele fica com raiva ele bate, grita, chora.. aff, já falei alguma vez que eu paguei língua? Se nunca falei essa é a primeira vez que isso está acontecendo comigo. É... dizia a inocência aqui que filho meu não daria birra, e isso não tem explicação, o Filipe é tratado com todo o carinho possível, Rodrigo e eu somos a paciência em forma de gente, sério mesmo, como ele aprendeu isso, de onde surge tatnto nervorsismo? FASE, isso mesmo, segundo as mamães da PR (Pediatria Radical) isso é fase e vai passar, dura até em torno de 3 anos de idade (ai Jesus ainda tem caminho pela frente!), todas as fases tem seus altos e baixos. Mas já percebi que nos fins de semana que ele passa com a gente 24 horas por dia, ele fica mais tranquilo, difícil dar os "pitis", então me pergunto, será que é pra chamar atenção? Mas apesar de trabalhar fora nossos horários são bem flexíveis, o Rodrigo só trabalha a tarde e eu consigo planejar bem o meu tempo com os pacientes para que ele não fique muito tempo sem mim.
Sei lá, estou analisando.
O complicado é que quando estamos cansados todo o problema se multiplica por 3, e quando estou de TPM, nusssss... A mesma coisa que ele fez no dia anterior tem uma proporção imensa, me tira do sério, respiro fundo. Não me passa na cabeça bater, mas dar uns gritos ah isso dá vontade, ainda não gritei (e espero que isso nunca aconteça), falo mais firme, mas gritar não.
Gente, ele se impina pra trás na hora da raiva! Pensa! Agora pra "pagar língua" de vez só falta o chilique no shopping, sabe aquelas birras, de menino que se joga no chão e grita para que o povo do estacionamento também escute, bate as pernas e as mãos por que quer porque quer aquele brinquedo. Meu Deus, chega me arrepiei. CREDO!!!
O bom é que o Filipe ama passear, então quando saimos ele fica todo empolgado, olhando tudo, a coisa mais fofa. Claro que tem certas coisas que estão inclusas no esquema, tipo, NUNCA sair sem comer e com sono, isso é batata pra um chororô daqueles, afinal, ele ainda não sabe expressar sua vontade, e mesmo que ele tenha comido sempre á um extra na sacolinha de passeio, um suco, biscoito, algo fácil.
Outra coisa que tenho prestado atenção é o tipo de lugar e a hora. Supermercados, shoppings e afins tem muito estímulo visual para o bebê, isso os deixa cansado e eles acabam se estressando (forma que tem para se expressar), então esses lugares só se for coisa rápida ou um horário e dia que não está cheio (ex: fim de semana). são algumas dicas que deixo e não quero esquecer.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Música que fez parte do milagre


Essa música passou imediatamente em minha mente quando eu estava com 5 semanas de gestação, foi no momento em que o obstetra disse que eu teria um aborto espontâneo logo após de ter feito um US, ele disse que o máximo que a gestação aguentaria seria 1 semana. E no momento exato o Espiríto Santo falou comigo claramente nessa canção:

Não tenha sobre ti, um só cuidado qualquer que seja
Pois um, somente um, seria muito para ti
É Meu, somente Meu todo trabalho
E o teu trabalho é descansar em Mim

Não temas quando enfim, tiveres que tomar decisão
Entrega tudo a Mim, confia de todo coração

É meu somente meu todo trabalho
E o teu trabalho é descansar em Mim.

Essa canção foi a voz de Deus aos meus ouvidos, senti confiaça e naquele momento tive tanta certeza que tudo daria certo, não tive dúvida, um milagre estava acontecendo em minha vida. Hoje meu milagre está com 1 ano e 1 mês, lindo, esperto, alegria da minha vida, demostra que me ama mesmo sem falar.

Obrigada Senhor!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Coisas que não quero esquecer jamais




Hoje é 1 de maio, dia do trabalhador, mas mamãe tá na clínica atendendo paciente, não deu pra adiar.
Decidi contar algumas coisas que jamais quero esquecer, sou terrível com data, então o que eu lembrar vou anotar.

Vamos lá:
-O coto umbilical do Filipe caiu com 7 dias
-Começou a sentar no final do 5º mês
-Nasceu os primeiros dentinhos com 8 meses (foram os 2 de cima primeiro)
- Começou a levantar sozinho nas coisas com 10 meses~
-A primeira pessoa que chamou foi o PAPAI. Aff, ingrato naum! rsrsrs
- Começou a passar de deitado para sentado no começo do 11º mês
-Deu os primeiros passos com 11 meses
-Comeu miojo pela primeira vez com 1 ano e 16 dias (acho que vai demorar mais alguns anos pra comer de novo, tia Karen que inventou essa)
-Com 1 ano e 21 dias começou a dormir sozinho, não quer mais ser ninado, papai quase chorou. rs

terça-feira, 21 de abril de 2009

A FESTA


A festa aconteceu dia 18 de abril. Acordei as 6:00 da manhã pra começar a resolver as coisas, sendo que tinha dormido as 3:00 na noite anterior tentando terminar o piruliteiro. O salão estava marcado as 8:00 e cheguei lá as 7:40. Mas foi uma enrolação só, o cara que ia fazer meu cabelo chegou atrasado, e quando foi terminar de me atender já era as 10:20.
Marquei com o pessoal da decoração as 11:00 e eles chegaram as 9:00 de propósito, pois saberiam que eu não estaria lá, fizeram a maior cagada, colocaram a mesa e o painel escondido, em um lugar escuro, não fizeram os arcos que eu tinha pedido, nisso, eu paguei a decoração para 2.000 balões e ele não usaram tudo, pelo menos deixaram os meus balões lá.
A Mara chegou as 15:00, foi a primeira convidada, quando ela foi para o local da festa com o Victor e o Lucas foi um barato, no momento em que o Victor viu a decoração ele deu um grito de alegria. Naquele momento senti em meu coração que tudo havia valido a pena. Depois os convidados foram chegando aos poucos. Nem deu tempo de Rodrigo e eu tomarmos banhos e mesmo assim chegamos atrasados, meus pais estavam com o Filipe e se perderam em Águas Claras, foram chegar na festa já era umas 16:20. O Rodrigo teve que ir no P- Sul buscar a fritadeira e devido a isso os salgados demoraram a ser servidos, mas também quando começou não parou mais. Os convidados comeram tanto que nem servimos a pipoca, sobrou bastante coisa.
O pessoal que foi contratado dos brinquedos chegaram as 17:30 e mandaram só um garoto que não conseguiu montar nada, fora a má vontade. Acabou que a cama elástica não foi montada e a piscina de bolinhas ele não colocou o forro em baixo, jogou as bolinhas no chão mesmo, foi ridículo. Sorte que tinha parquinho no local e as crianças brincaram bastante.
O Filipe não curtiu nada, estava com febre e todo caidinho. O Rodrigo e eu na confusão toda e organizando tudo não ficamos com ele. Ele ficou com minha mãe, não queria ninguém e todo mundo querendo pegar, foi uma bagunça só. Depois que tudo passou fiquei com o coração partido, porque sei que ele estava sentindo nossa falta, na sexta e no sábado ele passou o dia na casa da minha mãe, pois estávamos correndo bastante para terminar de organizar a festa. Se eu tivesse dado mais atenção pra ele, com certeza no dia da festa ele estaria melhor. Ele só queria ficar no meu colo, acho que ele pensava que se fosse com outra pessoa eu sairia novamente e ele iria ficar sem me ver de novo (não gosto nem de lembrar essa parte). Como ele não melhorou, mandei ele embora com minha mãe pois o local era aberto e já estava começando a esfriar, cantamos os parabéns e minha mãe o levou.
No momento dos parabéns o que treinamos por 11 meses foi por água a baixo, o Filipe não cantou os parabéns. Ah, e o engraçado foi que na hora que fomos cantar os parabéns não tinha com o quê acender a vela, cantamos assim mesmo. Quando acabou de cantar a galera invadiu a mesa dos doces, e não pensem que foram as crianças, foram os pais mesmo, mas foi engraçado. O que achei melhor foi que mesmo todos enchendo sacola sobrou muito doce. Já viu sobrar brigadeiro em festa de criança? Pois sobrou. Bala de coco nem se fala.
Depois da bagunça da mesa o irmão Paulo e a Luiza (sogra do Tiago) apareceram com o fósforo pra acender a vela rsrsrs. Fui lá, acendi a vela e o Filipe estava no colo do padrinho, então bati algumas fotos com a vela acesa só pra dizer. Kkkkkk.
Aos poucos os convidados foram indo embora. No fim ficamos Marcelo, Andreia, Tânia (irmã da Andreia), Karen, Rodrigo e eu. Batemos várias fotos. O bom foi que não precisamos limpar o local, só arrumamos o que era nosso pra levar pra casa. O carro voltou cheio, então os presentes deixamos lá pra pegar depois.
Bom, resumidamente foi isso que aconteceu. Apesar de todos os contratempos foi legal reunir pessoas que gostamos para prestigiar nosso príncipe.
Obrigada a Andreia e Marcelo (padrinhos) que nos ajudaram muito desde o planejamento até a finalização da festa, ao meu bem que achei que não iria fazer nada porque não queria de jeito nenhum que essa festa acontecesse e no fim se empolgou tanto quanto eu ajudando demais e sendo essencial sua ajuda, a Karen que fez os carrinhos de leite ninho aos quais fez o maior sucesso na festa, fora as outras coisas que fizemos aqui em casa, a vovó e o vovô que ficaram com o Filipe para a mamãe e o papai correr feito doidos, a vovó Siça que deu uma graninha pra ajudar rs, enfim, a todos que se fizeram presentes e foram peças chave para que essa festa se realizasse.
OBS: Se esqueci o nome de alguém peço desculpas, sou lerda mesmo.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

É hoje




A festa será hoje, são 1:00 da madrugada, Filipe está com o papai chorando, brigando com o sono. Hoje ele acordou com febre de 39º, a febre começou ontem, fomos para o PS, fomos super bem atendidos pelo Drº Lauro. Não está com infecção o que me deixou muito feliz, deve ser o dentinho que está nascendo. Espero durante o dia ele não sinta nada. De manhã vou para o salão, tenho que terminar o piruliteiro, pois, não soube fazer o franzido do tulê, levei para minha tia fazer pra mim. Os pirulitos estão prontos, só fincar no isopor.
Passei só pra dizer que o dia foi corrido, fiquei chateada com algumas coisas, mas acho que pela ansiedade as coisas tomam proporções maiores.
Nem sei se vou dormir, espero que sim pois preciso descansar. Depois venho contar com mais detalhes sobre os preparativos.
Da próxima vez que postar aqui a festa já vai ter acontecido. Ai meu Deus. Toma de conta!!! rsrsrsrs

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Making off "Convites"

Faltam 10 dias para a festa e ainda não entreguei todos os convites, mas acho que amanhã termino.
Comprei aqueles pirulitos redondos e coloridos, cobri o cabo com fita azul e depois fui por cima com o fitilho vermelho dando um detalhe. A parte de cima, cobri com papel de seda, depois com saquinho de celofane, fiz o laço e com o fitilho do laço amarrei tudo. Depois colei um adesivo com o tema no centro do pirulito. Ficou simples, porém, diferente e gostoso. Quando entrego os convites as crianças adoram, pena que desfazem todo o embrulho em segundos, mas é bem empolgante.







Pirulito pronto já com o convite.














Cabo do pirulito passado a fita azul e por cima o fitilho vermelho. O detalhes faz toda a diferença.







Convite aberto. Dentro o nome do convidado, hora e endereço da festa.






Agora convenhamos, fazer 1 é facil e rápido, agora, fazer 50... O bom é que depois do 10º a gente fica super ágil. Confesso que estou me divertindo muito tomando conta dos minímos detalhes.
Já estou super anciosa, acho que semana que vem não vou nem consegui dormir direito.

terça-feira, 31 de março de 2009

Meu 1º aninho


Ontem foi o primeiro aninho do meu pequeno príncipe. Como passou rápido, como ele cresceu, como ele está esperto! Foi ontem que percebi que a vida passa pelos nossos olhos sem percebermos os detalhes, mas também, são tantos.

Fiz uma restropectiva de tudo que passei, desde a gravidez e agradeci muito a Deus o presente maravilhoso e único que é a dádiva de ser mãe.

O dia não saiu muito da rotina, procuramos fazer as vontades do Filipe, desde o café da manhã até a hora de dormir. De dia brincamos muito, ele cansou e dormiu bastante.

Tinha em mente em comprar aqueles mini bolo pra cantar o aparbéns entre nós três (papai, Filipe e mamãe), de tarde a vovó Eleuza falou que iria cantar parabéns conosco, então, acabei comprando um bolo maior, mas não foi nem metade dos bolos que cantamos parabéns nos mesversários já que seriam só 7 pessoas (papai, mamãe, Filipe, vovó, vovô, titio Marcelo e tia Aline). Quando anoiteceu esperamos o papai chegar do serviço, assim que ele chegou trouxe a notícia de que o tio Enio, tia Elci e Enzo viriam cantar parabéns, ai ai, já sabia que o bolo não daria, mas se cortassémos beeeeeem pequeno (pedaço simbólico) daria para todos comerem, logo em seguida a campainha toca, quando abro a porta além do Enio, Elci e Enzo chegam tbm o Victor, Rafael e a vovó Siça (não vou nem falar como ficou minha cara de taxo rsrsrs), e não é que o bolo deu pelo menos pra sentir o gosto? Começaram a fazer gozação com o tamanho que cada um recebeu do bolo, quando a capainha toca novamente, mais convidados, padrinho e madrinha chegaram, não sei de onde o Rodrigo conseguiu mas não é que ele tirou da manga 2 pedaços minúsculos de bolo! Ufa, finalmente acabou, não chegou mais ninguém.

O Filipe ganhou do Enzo um brinquedo bem lindo, um coelho que dirige, faz um barulhão... Mas mamãe aguenta kkkkk.

Depois que o pessoal cantou o parabéns coloquei o Filipe no cadeirão e coloquei o bolo na bandeija pra ele meter a mão e se lambuzar. Ele ficou com nojo, teve uma hora que quase colocou o dedinho, mas na hora que sentiu a cobertura fez cara de nojo e não teve ninguém que conseguisse colocar a mãozinha dele novamente. Acho que é pq não deixo ele colocar a mão na comida, será que devo mudar isso? Vou pensar a respeito.

Algumas fotos da festinha









Olha que gato!




Família PROJETO DE DEUS















E beija... beija... e beija... Nunca vi uma criança gostar tanto de beijar e mandar beijo. É muito engraçado, se ele está chorando e a gente pedir um beijo, instantaneamente ele para de chorar para dar o beijo. Por isso conquista todo mundo, é super cativante.




Fim da festa e lá vem a melhor parte, mamando na mamãe. Quer coisa mais gostosa e saudável? Não existe! Ele ama e eu nem vou comentar.






Parabéns filho, você é benção não só em minha vida mais de várias pessoas por esse mundo a fora. O Senhor tem te usado e usará muito mais.

Senhor, a vida do Filipe é tua, obrigada por confiar um bem tão precioso a mim. Cuido e cuidarei dele nos teus caminhos. Assim como Ana entregou Samuel a ti, assim o faço. Se já falhei peço perdão, sei que ainda falharei, mas peço sabedoria e discernimento para me guiar nesta tarefa tão importante.

"Herança do Senhor são os filhos", bem precioso não há.
Confiando em ti sigo em frente, pois sei que as tuas misericórdias se renovam.

OBS: A festa "oficial" será realizada dia 18 de abril, então até lá continuamos em clima de festa. UHUUUUUUUUUUUU!!!!!!

sexta-feira, 27 de março de 2009

Fases


Não aguentei e dei uma passadinha aqui pra contar as novas. Ontem o Filipe começou a passar de deitado pra sentado, a coisa mais linda. Tá esperto que só, de vez em quando se solta sem perceber e fica em pé sem apoio.
Tudo pra ele é NÃO e ele fala certinho o NÃOOOOOO dele, ai se ele não gosta de alguma coisa...
Comecei a preparar as coisinhas para a festinha de 1 aninho dele, a parti de hoje vou fazer um making off dos preparativos até o fim da festa.
Comprei algumas coisas, confesso que já gastei 3X mais do que estava planejando, mas cada vez que vou na loja comprar 1 coisa volto com 10 rsrsrsrsrs.
O tema da festinha vai ser o CARS, por enquanto está faltando fechar a decoração dos balões e as mesas (vou fazer isso amanhã), e depois ficará faltando os arranjos da mesa e as balas para por dentro das lembrancinhas.
Fiz alguns convites hoje e ficaram lindos. Amanhã posto pra mostrar.
Vou mimi, beijinhos de boa noite.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Niver do papai, adivinha quem ganhou o presente?

A piscina que encomendei segunda feira da semana passada chegou hoje. O papai e o padrinho não aguentaram e montaram ela na sala mesmo.

.

Essa é só uma parte dela.

Olha só a felicidade do Filipe



Precisa escrever mais alguma coisa?

quarta-feira, 11 de março de 2009

Turbilhão de emoções

Porque tudo na vida não pode ser perfeito? Ia ser tão mais fácil.
Porque tenho que brigar pra impor meus sentimentos?
Porque tenho que chorar muitas vezes pra ser ouvida?
Porque na hora que estou mal e ligo para meus amigos tá todo mundo ocupado e nem consegue perceber minha angústia?
Porque?...
Porque?...
Essa semana tive uma prova de fogo, não sei se posso dizer que foi um teste, mas o importante é que acho que passei com nota 7 rsrsrsrs.

Quando a gente esfria a cabeça entende que a vida não é perfeita para nos ensinar a dar valor;
Que brigo impondo limites porque tenho alguém que escuta as minhas críticas;
Que choro porque tenho sentimento;
Que meus amigos não me percebem porque preciso tomar decisões sem opiniões paralelas.

Passei pela prova e sei que virão várias ainda, não sei se a nota será tão alta quando essa, com certeza vou tirar 0 também. Mas o importante é aprender com que a vida tem para ensinar.

Aprender a ter sabedoria;
Aprender a ter discernimento;
Aprender que 90% dos meus medos não se realizam;
Aprender que se vivo é porque alguma coisa Deus quer de mim aqui.

sábado, 7 de março de 2009

Antes de ser mãe




Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quente, eu não tinha roupas manchadas, eu tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama. Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes.
Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo o dia, não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas, imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.
Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
Antes de ser mãe eu tinha controle sobre minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos, eu dormia a noite toda.
Antes de ser mãe eu nunca tive de segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções. Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam. Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha. Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela. Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor. Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida. Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim. Eu não sabia que adoraria ser mãe.
Antes se ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo. Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto. Eu não conhecia esse laço que existe entre mãe e sua criança. Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse me fazer sentir tão importante.Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem. Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe. Eu não sabia que era capaz de sentimentos tão fortes.Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.
Obrigada Deus por me permitir ser MÃE.

Eu não bato e nem vou bater no meu filho porque:



  • É COVARDIA

  • Sou bem maior que ele
  • Palmada não educa, machuca
  • Meu filho é, o que eu sou
  • Atrapalha os vínculos que a criança construiu com a família
  • A dor física passa, a emocional, permanece
  • Não posso quebrar a confiança que meu filho deposita no meu amor por ele
  • Um adulto descontrolado a ponto de bater dificilmente conseguirá educar
  • O medo da agressão não é tática educativa, é coagir uma CRIANÇA
  • Bater é um atestado de fracasso que os pais passam a si próprios (Zagury, 1985) porque demonstram para a criança que perderam o controle da situação
  • É injusto, não se deve fazer aos outros, principalmente ao filho, o que não se quer pra si

E você covarde, por que bate na tua própria cria?

sexta-feira, 6 de março de 2009

Criança

Dizes que sou o futuro,
Não me desampares no presente.

Dizes que sou a esperança da paz,
Não me induzas à guerra.

Dizes que sou a promessa do bem,
Não me confies ao mal.

Dizes que sou a luz dos teus olhos,
Não me abandones ás trevas.

Não espero somente o teu pão,
Dá-me luz e entendimento.

Não desejo tão só a festa do teu carinho,
Suplico-te amor com que me eduques.

Não te rogo apenas brinquedos,
Peço-te bons exemplos e boas palavras.

Não sou simples ornamento de teu carinho,
Sou alguém que te bate à porta em nome de Deus.

Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo.

Corrija-me enquanto é tempo, ainda que eu sofra...
Ajude-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.

- Meimei-

Passou...



Agora o Filipe está bem melhor. Ele ficou muito ruinzinho, na segunda não consegui ir na pediatra, tinha muuuuuita gente lá, então deixei pra ir na terça, chegando lá ela o examinou, e ele estava com o ouvidinho um pouco inflamado tadinho, quando ela colocou o aparelho com aquela luizinha ele deu um grito. Introduzimos o ATB, odeio, mas fazer o que né? É o melhor no momento. Na noite seguinte foi um terror, o Filipe chorou muito, acho que com dor no ouvido, mediquei, mas mesmo assim passou a noite inteira no colo do papai e da mamãe.
Hoje ele está bem melhor, não está 100% mas isso é detalhe. O sacríficio vai ser continuar mais 7 noites acordando as 4:00 da madrugada pra dar o ATB. O mais engraçado que quando a gente é mãe faz isso com prazer, vai entender né? Não deixo passar um minuto se quer da hora da medicação, ainda mais esse tipo de remédio, levanto no primeiro toque do celular, já tô craque!
Ah, na consulta ela pesou e mediu. Ele está com 9,300 kg e 77 cm. Tô achando ele magrinho, mas já fiquei feliz porque ele conseguiu aumentar o peso, já que desde dezembro o peso estava fixo em 8 kg.
Não me preocupo, pois sei que ele é super saudável, come muito bem, comida com muitos nutrientes e bastante suco.
Que bom que essa virose está passando, agora é só hidratar muuuuito e esperar. Sei que amanhã vai parecer que nada aconteceu!

domingo, 1 de março de 2009

Dodói


Ontem o Filipe acordou com o olhinho esquerdo irritado, desde que ele nasceu ele tem a obstrução do canal lacrimal, mas só de vez em quando irrita assim. A tarde coloquei o colírio, deu uma melhorada, mas aí o narizinho começou com coriza.
Fizemos a festinha de 11 meses, o bolo que a mamãe fez ficou cômico, mas não é que ficou uma delícia! Estavam presentes a vovó, vovô, tia Andrea, Mateus, João Guilherme, Mirela, Marcelle, Vovó Suely, tia Karen, tio Marcelo, papai e mamãe. Pela primeira vez o Filipe bateu palmas na hora do parabéns, foi lindo demais. Ele já sabia desde os 6 meses mas sempre ficava com vergonha. Amei.
A noite fomos para o noivado do tio Marcelo e tia Aline, e apesar do bebê não está 100% ele fez o maior sucesso como sempre. Deu beijo em todo mundo, conversou o criancês dele, foi em todos os colos possíveis, contou com os dedinhos de 1 até 5 (a mais nova descoberta), estou ensinando essa contagem a 1 semana rsrsrsrsrs.
Quando chegamos em casa que o bicho pegou, o olhinho estava bem vermelhinho, um pouco inchado e o nariz entupido. Foi um sacrifício só, dava um dó. Quando ele dormia, 10 minutos depois acordava por não consegui respirar e aí começava todo o ritual novamente, limpava o nariz, o olhinho (pq estava grudando), embalava e voltava a dormir.
A tia Karen dormiu em casa, ajudou bastante a mamãe e o papai. As 2 da madrugada estavámos o maior papo e papai na cozinha fazendo fígado pra doida da tia Karen que estava com desejo, comemos o tal fígado que por sinal estava uma delícia como todas as comidas do papai e fomos dormir.
Hoje acordamos tarde, mos arrumamos e fomos comer um bacalhau que o vovô fez. Na hora do almoço o Filipe deu febre, ficou todo molinho, dei um remédinho e ele acabou dormindo. Quando acordou parecia que nada tinha acontecido, parece que estava ligado na tomada. Brincou... brincou... almoçou tudinho e depois brincou mais.
Não vamos para o culto, vou ficar com meu príncipe debaixo do edredon assistindo um básico discovery kids.
Agora a tarde novamente ele deu febre, não tá passando de 37.6º, mas está espirrando muito e com o corpinho molinho.
Espero que ele não piore, mas mesmo assim amanhã vamos na pediatra.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Será que diferença entre filhos existe?



Como diz o ditado, o 1º filho é de vidro, o 2º é de borracha, do 3ºpara frente é de ferro.

*A ordem de nascimento das crianças

*Irmãos mais velhos têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados. Já os caçulas penam para achar fotos do primeiro aniversário e mal sabem a circunstâncias em que chegaram à família

*O que vestir *

*1º bebê -* Você começa a usar roupas para grávidas assim que o exame dá positivo
*2º bebê -* Você usa as roupas normais o máximo que puder
*3º bebê -* As roupas para grávidas SÃO suas roupas normais

*Preparação para o nascimento *

*1º bebê -* Você faz exercícios de respiração religiosamente
*2º bebê -* Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram
* 3º bebê -* Você pede a anestesia peridural no oitavo mês

*O guarda-roupas *

*1º bebê -* Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta .
2º bebê -* Você vê se as roupas estão limpas e só descartas aquelas com manchas escuras
*3º bebê -* Meninos podem usar rosa, né?

*Preocupações *

*1º bebê -* Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo
*2º bebê -* Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho
*3º bebê -* Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço

*A chupeta *

*1º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possachegar em casa e fervê-la
*2º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê
*3º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você limpa na camiseta e dá novamente ao bebê

*Troca de fraldas *

*1º bebê -* Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas
*2º bebê -* Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário
*3º bebê -* Você tenta trocar a fralda antes que as outras crianças reclamem do mal cheiro.

*Atividades *

*1º bebê -* Você leva seu filho para as aulas de musicalização parabebês, teatro, contação de história...
*2º bebê -* Você leva seu filho para as aulas de musicalização para bebês
*3º bebê -* Você leva seu filho para o supermercado, padaria...

*Saídas *

*1º bebê -* A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa para saber se ele está bem
*2º bebê -* Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone de onde vai estar.
*3º bebê -* Você manda a babá ligar só se vir sangue

*Em casa *

*1º bebê -* Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê
*2º bebê -* Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, beliscando ou batendo no bebê.
*3º bebê -* Você passa um tempinho se escondendo das crianças

*Engolindo moedas *

*1º bebê -* Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre parao hospital e pede um raio-x
*2º bebê -* Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair
*3º bebê -* Quando o terceiro filho engole uma moeda, você descontada mesada dele.

Palpites







Quando se é mãe de primeira viajem, você tem medo e insegurança, isso é natural, afinal quando nasce um bebê, se tem uma montanha russa de emoções.
No início foi assim, mas toda a insegurança e todo medo estavam tomando conta de mim. Todo mundo tem um pouco de médico em si e um tanto de mãe infalível, e era aí que a coisa pegava. Um palpite aqui, vários outros aculá. É incrível como os filhos criados nunca deram trabalho, nunca choravam e sempre obedeciam. Será que elas esqueceram? O tempo resultou em amnésia? Só pode.
Sei disso, porque antes achava que não ia conseguir, mas no entanto hoje quando me perguntam alguma coisa, dependendo do quê, tenho que forçar um pouco a memória para lembrar exatamente como foi, e olha que o Filipe só tem 10 meses, imagina quando me perguntarem daqui a 20 anos? Será que vou lembrar que Rodrigo e eu faziamos turnos durante a madrugada, que já levamos o Filipe no PS (pronto socorro) várias vezes só por achar que ele não estava como na hora anterior. Cólicas ele teve pouca, e agradeço a Deus por isso.
Hoje fico rindo de mim mesma de quando ainda não era mãe, as coisas eram tão mais fáceis e práticas, tinha uma teoria infalível.
EU ERA UMA ÓTIMA MÃE ATÉ TER UM FILHO!
Estou mais segura, não me lembro a última vez que entrei em crise devido a algum palpite.
Sei o que estou fazendo, sei que faço o melhor para o meu filho. Minha mãe, minha tia e outros já tiveram suas chances, acertaram com certeza, mas também erraram várias vezes. Não estou falando que não escuto o que elas tem pra falar, penero aquilo que sei que será bom pra mim, o resto passa direto. Agora, se não tem filho, ESQUEÇA, quando tiver sentamos e conversamos.
Hoje sei coisas que nem imaginava que existia. Você já ouviu falar em pico de crescimento? Salto de desenvolvimento? Crise dos 8 meses? Pois é, agora sou craque nisso rsrsrsrsrs.
Estudo bastante sobre comportamento infantil, e olha que eu achava que sabia alguma coisa, quanto mais leio, mais tenho certeza que não sei de nada. O bom é que quem tá ganhando com isso é meu príncipe, meu cobainha.

Como se faz um menino


Junte duas colheres de sorriso com duas xícaras de gargalhada. Vá mexendo e acrescente cheiro de terra molhada misturada com cheiro de chicle de bola. Acrescente ainda muito chocolate, um pouco de castelinhos de areia, três pirulitos de uva e um caminhãozinho de imaginação. Deixe descansar em baixo de um pé de manga e junte aos poucos a fidelidade de um cãozinho, a rapidez de um beija-flor, a esperteza de um golfinho. E, claro, não podem faltar todas as cores do arco-íris, uma caixinha inteira de band-aids e uma bacia cheia de pipoca. Não se esqueça de juntar a sabedoria de um monge, (claro, os meninos sempre sabem de tudo) com uma pitadinha de impaciência, uma dor de barriga passageira e muita, muita amizade, que deve ser acrescentada aos poucos, logo depois de um punhado de sonho e um prato fundo de criatividade. Não podem ser esquecidos o pião, a pipa, a bicicleta e um par de chuteiras, pois meninos, não se tornam meninos de verdade sem estes ingredientes.Por fim, junte o gostinho da vitória em uma final de campeonato, com a maravilhosa sensação de um abraço apertado…Pronto! Assim são feitos os meninos.Parecem nascer com a missão de transformar a vida em uma grande aventura, de trazerem alegria para o mais triste dos corações e muita, muita esperança para nosso mundo.

Carnaval


Aproveitei e desmarquei os pacientes, voltei a atender na quarta. Durante a semana já fui planejando o feriado, mas, digamos que nada saiu certo. Mesmo assim passeamos todos os dias, fomos na casa da Alcione e Miranda matar um pouquinho da saudade, foi ótimo, os meninos brincaram bastante com o Filipe, isso significa uma noite com muito sono, mas nessa noite não foi como imaginei. O Filipe se agitou tanto durante o dia com os meninos que a noite ficou hiperestimulado, lutou até o último momento pra dormir e mesmo depois de dormir acordou várias vezes, foi exaustante. Meu maior problema é que sempre que levanto pra pegar ele e fazê-lo dormir novamente, demoro pra pegar no sono, quando consigo já está na hora de levantar novamente. Tem dia que eu tô tão cansada que dá vontade de chorar. Graças a Deus de 2 semanas pra cá, ele tem dormido muito bem (fora o sábado), acordando só uma vez a noite, e a vez que ele acorda o Rodrigo acaba indo pegar e fazê-lo dormir. Ele é bom que quando volta pra cama, fecha os olhos e continua o sono anterior, pra mim isso é simplesmente fantástico!

Sempre que acordo para pega-lo, todo o tempo que estou com ele no colo fico pensando nas meninas da PR, sei que várias estão acordadas com seus babys rsrsrsrsrsrs.

Fui na casa da Mara, se fico 1 dia sem falar com ela falto morrer, então todas as vezes que vou lá passo na casa dela, infelismente ela não estava, então voltei com o "rabo entre as pernas".

Na segunda fomos ver o bisavô do Filipe, gosto de manter contato entre eles sempre que possível. Foi bem legal, comemoramos o aniversário da tia Vanessa, reunimos a família e aí, farra na certa! Tudo bem que o Filipe dormiu quase o tempo todo, nesse dia ele dormiu muito, e como a maioria das crianças, quanto mais dorme durante o dia, mais dorme a noite. Dormiu cedo, foi ótimo, deu pra mamãe e o papai conversar bastante e fazer bastante planos novos.

No próximo sábado quero leva-lo no parque de Águas Claras, nunca fui lá, dizem que é muito bom. Ou então no pontão, mas lá quero levar a meninada toda pra curtir e fazer um piquinique, então vou combinar com as mamães da família.

Já estamos planejando a ida no zoológico, tenho certeza que o Filipe vai amar, ele adora todo tipo de bicho, sempre que passa na TV ele pára tudo e assiste até o fim.

Ah, ainda tem mais essa, O Filipe começou a prestar atenção nos desenhos, fica 5 minutos assistindo, brinca um pouco e volta a prestar atenção. Ele ama ver os backiadgans (sei lá se é assim que escreve), também acha o máximo Hi-5. Até agora só esses dois tem a capacidade de prender a atenção da criança, mas acho tão bonitinho.

Quarta ele aprendeu a fazer nãnãnãnão, fala e faz o gesto com o dedinho, pensa que coisa mais gostosa, derrete o coração da gente. Tudo que ele aprende deixa a mamãe e o papai bobos. Mais que é lindo é!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Pintando o 7




O Filipe tá engatinhando (coisinha mais linda), então agora explora a casa de todas as formas possíveis. Tudo é novo, atrativo...


Ontem ele foi para o quartinho dele e eu fiquei na sala, quando me toquei do silêncio, pensei: que silêncio é esse, não sei o que é isso a 10 meses e agora está essa serenidade a 5 minutos e o Filipe nem está dormindo? Pulei do sofá, era bom de mais pra ser verdade. Percebi um barulho singelo vindo do quartinho dele, então nem precisei procurar a criança. Quando chego a cena era tão... tão... (nem sei qual a palavra mais adequada), simplesmente ele pegou a fralda que o papai esqueceu de jogar fora, conseguiu abrir, o "presente" [:o] caiu no chão, que lamboseira! Não tive sentimento algum na hora, paralisei, fiquei uns 2 minutos olhando o quarto, o Filipe olhando pra mim e mostrando "aquilo", ele ficava apontando e dizendo mama... mama... mama... (mamãe). Acho que nem ele estava aguentando aquele aroma nada agradável tadinho [:D].


Peguei e coloquei logo debaixo do chuveiro, claro que ele amou, ele acha o máximo tomar banho e ficar admirando a água caindo. Dei a faxina, ficou cheirosinho, afinal, não tem coisa mais cheirosa que meu neném [:D].


Tinha me esquecido do quarto, ai que desânimo! [:(], limpei tudo e agora só restaram boas risadas, pq na hora não lembrei de fotografar a cena do crime.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Será que toda mãe é boba?


Fazendo o Filipe dormir

Eu cantando uma musiquinha (já estava no fim do repertório)

Filipe já aconchegado com a cabecinha no meu ombro

Pensei que ele já estava dormindo a pelo menos 10 minutos

Ele levanta a cabecinha pesada, os olhinhos baixos, todo molinho

Me dá um beijo na face

Coloca a cabecinha no meu ombro novamente e amolece
Não sei porquê meu coração amoleceu junto!

Será que sou mais uma mãe boba?

Se for e daí? Quero é passar por muitos momentos de bobeira

domingo, 18 de janeiro de 2009

Sobrevivi


Depois de ontem tinha que passar aqui pra dizer como foi.

Bom, depois que o Filipe foi com a vovó e o vovô pra chácara, continuamos com nosso programa, fomos para a casa de nossos queridos amigos Andreia e Marcelo (padrinhos do Filipe) para curtir o dia. Logo que cheguei lá já fui ligando para minha mãe para ter notícias do Filipe, e adivinhe, sem sinal, meu Deus quase dei um treco, mesmo assim continuei ligando durante o dia, que sabe eu tinha sorte...

Não estou dizendo e querendo dar a entender de forma alguma que não confio na minha mãe, ao contrário, sei que a vida dela e do meu pai é o Filipe, sei que ela vai cuidar super direitinho, mas o que eu posso fazer? O culpado aqui é meu coração, não sou eu quem manda ele doer tanto de saudade, não sou eu que fala pra ele ficar preocupado. Infelismente ele é quem manda, tem vontade própria. Quem sabe um dia consigo controla-lo?

Voltando... Eles chegaram as 16:40, minha mãe me ligou, sem perceber já saí pegando as coisas e arrumando, troquei de roupa, um abraço de despedida e fuuuuuui. O Rodrigo foi deixar as coisas em casa, e eu fui logo na mamy, quando cheguei aquele olhar fascinante logo veio ao meu encontro, os bracinhos se debatiam sobre minha direção, foi bom demais! Peguei e abracei muito, até beijo ganhei, vê se não sou abençoada!

Segundo minha mãe tudo correu bem, ele se divertiu muito e sinceramente as fotos não negavam, sorridente como sempre, não deu trabalho nenhum.

Mas da próxima vez eu entro no carro junto, nem que eu precise ir no porta malas rsrsrsrsrs. Precisamos um do outro, confesso que acho que preciso mais dele do que ele de mim.

Hoje minha mãe estava falando que ele é tão bonzinho que já dá pra levar ele pra Minas, imagina só, até parece... E eu? nã nã ni nã NÃO!

sábado, 17 de janeiro de 2009

Coração apertado


Como ainda estou de férias tô tentando curtir ao máximo os momentos com o Filipe, então estamos sempre passeando, hoje não ia ser diferente, iamos para a casa da madrinha dele tomar banho de piscina, fazer um churrasquinho básico. O Filipe acordou as 8:00 (evolução), á cada dia que passa o soninho dele está ficando melhor, a não ser quando aparece os tais saltos de desenvolvimento ou picos de crescimento, fora a crise dos 8 meses, meu Deus quanta coisa! Mas o importante é que passa e está passando, mas além disso meu pequeno está crescendo, se tornando um rapaizinho. Mas voltando ao assunto... Como entramos no pique de viajem, férias, a vovó e o vovô quase não estão vendo ele, logo depois que ele acordou, troquei a fralda, fiz uma vitamina de banana, troquei a roupinha e fomos lá na casa deles.
Quando chegamos na portaria eles estavam descendo, estavam indo para a chácara da minha tia Cleonice. Nessa hora minha tia Suely apareceu e começou a brincar com ele e conversar com a gente. Minha mãe meio sem graça falou indiretamente que queria levar o Filipe pra chácara, algo do tipo "vôcê quer ir com a vovó?", a mamãe aqui fez de conta que não entendeu, e a vovó tenta novamente "Vamos Filipe passear com a vovó? Pena que você já vai pra casa da sua madrinha se não a vovó ia levar o neném", a mamãe aqui continuou fazendo que não estava entendendo e nem ouvindo nada, quando a minha tia Suely fala: "Leva, o quê que tem? Vai lá Carol pegar as coisas dele, é bom que você descansa". Nessa hora acho que fiquei pálida, sem reação e minha mãe percebeu e falou rindo, "até parece, olha a cara dela!", pensei comigo, "aí que bom que ela percebeu!", mas não adiantou nada, minha tia "Pára de ser besta, deixa ele ir, vai lá e pega as coisas dele", daí em diante minha mãe começou a por fogo também e eu acabei ficando sem saída.
Fui lá em casa, arrumei as coisinhas dele e como sempre peguei coisa pra 1 semana. Pelo menos a comida dele já estava pronta, então sei que ele vai comer a comidinha da mamãe. Minha cabeça está a mil, fico pensando se ele está chorando, e se ele começar a chorar e ninguém conseguir acalma-lo? Afinal estavámos viajando, e desde que saí de férias ele não fica muito tempo com meus pais e se está com eles eu estou do lado, pode ser que ele está desacostumado.
Meu coração tá pequenininho que só, chega dói. Sei que deve ser exagero da minha parte, mas ele nunca ficou tanto tempo longe de mim, mesmo quando estou trabalhando dou umas escapadas pra vêr ele, nem que seja só o tempo de um cheirinho.
Não sei de nada, não sei onde é o lugar, não sei se lá vai pegar celular, não sei que horas que eles vão voltar. Ai, ai... Só sei que o dia hoje vai ser comprido, isso eu tenho certeza.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009




Voltamos!!! Por sinal foi ótimo, o Filipe amou tudo! Vou resumir os acontecomentos:

Saímos de casa as 6:00, fizemos 2 paradas para esticar as pernas, o Filipe foi tranquilo não dormiu mas também não deu trabalho nenhum, chegamos no hotel as 11:00. Foi muito engraçado porque quando estávamos dando a entrada no hotel tinha uma janela que dava pra ver as piscinas, simplismente o Filipe não queria sair da janela de tão fascinado que ele ficou. Fomos para o quarto deixar as coisas logo depois descemos para almoçar, subimos, e depois o Filipe dormiu, quando ele acordou fomos para a piscina, o Filipe levantou as pernas igual ele faz pra entrar na banheira quando fomos colocar ele na piscina, aquela água quentinha foi tudo de bom, ele não queria sair por nada. Tudo era novo, então fizemos questão de fazê-lo aproveitar o máximo.
Os outros dias foram só festa, piscina, piscina, piscina... E quando dava tempo a gente comia (brincadeira). Em falar em comida, a noite tomamos caldo, gente pensa que achamos o ouro, uma delícia, procuramos algo do tipo por causa do Filipe porque não levei as papinhas dele, e como havia pensado foi tranquilo, deu pra ele comer as comidas oferecidas pelo hotel e a noite os caldos foram a salvação.
Iamos ficar até segunda ou terça, mas como o pessoal foi embora no domingo fomos embora também, ia ficar sem graça sem a criançada. De lá fomos para Anápolis, casa da madrinha do papai, foi muito legal, a tia Tânia é um anjo, ela amou cuidar do bb, pena que ela estava trabalhando. Passeamos muito lá, fomos no shopping, no central park (que é lindo), fizemos churrasco na casa do Paulinho, jogamos boliche... Perfeito.
Chegamos ontem, a casa estava impecável, a roupa toda lavada (lavamos as roupas em Anápolis, apartamento é difícil), então só descansamos.
Resumo: Voltamos descansados e desestressados.
Agora é só recomeçar!!!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009




Agora sim, FÉRIAS e junto muita DIVERSÃO. Pela primeira vez o Filipe vai ficar tanto tempo no carro, pela primeira vez vai tomar banho de piscina, não tenho dúvida que ele vai gostar. Estou um pouco receosa devido o tempo dentro do carro, tudo bem que não é uma viajem muito longa, mas pra quem nunca ficou mais de 30 minutos dentro de um carro ficar 5 horas não deve ser fácil. Também estou preocupada com a comida, uma vez na vida comer em restaurante tudo bem, dá pra levar, mas 1 semana não sei como vai ser. Pensei em levar a papinha dele congelada, acho que o hotel não teria problema em esquentar, sinceramente, estão todas congeladas desde a hora do almoço, se no caso eu decidir realmente levar.
Vamos aqui pra perto de Brasília mesmo, um passeio em Caldas Novas, depois uma ida em Goiânia para ver alguns amigos do papai, em seguida, Anapólis, vamos ver a tia Tânia (madrinha do papai), talvez a Amandinha (priminha) e a Tia Elisângela.
Estamos indo de réca, a vovó Suely, o vovô Simões, e a criançada (Mirella, Marcelle, Mateus, João Guilherme) e já estão lá a tia Alessandra, o Tio Fernando , a Fernanda e a Duda (primas do Filipe). Pena que o pessoal volta domingo e a gente só tem data de ida, a volta será quando der na telha.
Vou indo arrumar as malas, pois amanhã vamos sair as 5:00 da madruga(essa eu pago pra ver rsrsrsrsr).

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

HÃ?????

EU: Filipe tira o dedo da tomada!

ELE: Olhando, coloca novamente.

EU: Filipe NÃO!

ELE: Hã?

EU: Na tomada não!

ELE: Hã?

Será que ele estava querendo ser irônico?

COLINHO DA MAMÃE



No útero, o contato do bebê com o mundo externo está muito limitado pelo corpo da mãe e ele fica protegido de odores e sons que poderiam lhe ser desagradáveis. Além disso, a temperatura é perfeita: ele não sente frio nem calor; ele não sente fome; não tem cólicas...

Mas, de uma hora para outra, ao nascer, o pequeno é bombardeado por uma variedade de cheiros, barulhos, sensações novas e isso deve ser extremamente desagradável, uma vez que ele precisa sentir-se seguro através do que já lhe é familiar.

Bem, vocês acham que após viver nove meses no calor e segurança do útero, envolvido totalmente por um líquido, o bebê vai achar muito normal dormir num berço, que para ele, com certeza, é enorme e onde ele tem contato com novas texturas, onde tudo é novo e muitas vezes assustador?

Acho que seria natural a consciência de que ele precisa de um tempo para se adaptar ao mundo externo, e isso depende de bebê para bebê, pois cada um é uma pessoa única e especial, com suas necessidades e potencialidades específicas. Creio que também não é difícil perceber que ele vai precisar de todo apoio e segurança que os adultos a sua volta podem oferecer.

Embora tenha como principal forma de comunicação o choro, muitas vezes achamos que ele só pode chorar se estiver com fome, molhado, com frio, com calor... Bem, alguém pode alegar que ele é manhoso, ou seja, está chorando para enganar o adulto e ganhar um "colinho". Não existe bebê manhoso! O bebê ainda não tem a capacidade de mentir e enganar que nós adultos temos. Assim que o bebê se sente em uma situação de angústia, ele usa o único idioma que conhece: o choro. Então, se ele está chorando, é sinal de que alguma coisa não vai bem. Isso não quer dizer apenas na parte fisiológica, como fome ou frio, mas talvez ele tenha ouvido um som ameaçador, como o bater de uma porta, que você, por estar acostumada, nem ouviu. Pode ser ainda que ele sinta saudades da sensação de segurança que o útero lhe proporcionava, e esteja sentindo um pouco de solidão.

Qual a solução?? Colo nele!! Envolva-o nos braços, fale palavras bonitas ao seu ouvido, cante uma canção, explique que tudo está bem, que você está presente e que se importa com ele. Ele vai adorar e retribuir, creia nisso.

O bebê é um excelente ouvinte e adora uma boa conversa. Bastam algumas palavras de amor e apreço para que esse ser tão especial aceite-nos como amigos e confie em nosso acolhimento.

Pense no bebê como alguém que acabou de chegar de uma viagem muito desgastante, que está confuso e preocupado em saber se vai conseguir se adaptar, encontrar amigos, ser aceito. O colo seria para o bebê como uma afirmação de que ele pode contar com aquela pessoa. O colo é uma declaração de amor e amizade. É como chegar para um amigo adulto e dizer: "pode contar comigo quanto precisar. Eu estou aqui."

Se você não precisa saber que pode contar com as pessoas que ama, o bebê também não precisa de colo. Se ter bons amigos pode se tornar um vício, o colo também pode.

Extraído do site:
http://www.meubebezinho.com.br/seufilho031020a.shtml

SÓ UM CHEIRINHO

Hoje as 7:00 da madrugada, de repente escuto um balbuçar, viro para o lado e lá está ele com o sorriso mais lindo do mundo me dando um bom dia, pronto, já posso levantar mesmo tendo dormido tarde da noite, mas agora esse pequeno sorriso se fez grande e me preencheu, levantei e já fizemos questão de brincar um pouco, carrinhos, barulho... O rostinho o mais esperto, penso comigo: "Esse aí só volta a dormir quando anoitecer", no mesmo instante ele pediu colo, se aconchegou, aviso que queria mamar, se ajeitou e quando olhei novamente ele já estava em um sono profundo.
Só precisou de um cheirinho, um toque para se sentir abraçado, amado e aconchegado. Mágica de Deus!
Voltar a dormir? ISSO NÃO ME PERTENCE MAIS! Hora de arrumar os brinquedos da noite passada (serviço de mãe), fazer comida (serviço de esposa), arrumar a casa (serviço de empregada!!!! :o

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

ARRUMANDO O QUARTO

Este dia foi muito 10, misturamos titas até dar o ponto exato, pintamos, nos sujamos, pareciamos um bando de crianças, neste dia estavamos meu pai (o verdadeiro pintor), minha mãe, o Marcelo meu irmão, Aline sua namorada, Rodrigo e eu. Ah, o Tiago apareceu lá. Isso aconteceu no dia 1 de janeiro de 2008.
Ficou lindo, mas o restante das coisas chegaram quase junto com o Filipe.






Descrever esse momento é impossível. Além dos móveis, esse quarto é sinônimo de muito amor, cuidado e esperança.

UM POUQUINHO DE NÓS!

A alguns dias ando pensando como eu poderia deixar os acontecimentos do dia a dia do Filipe mais sólido, mais palpável para ele daqui alguns anos. Acho que como não me lembro de quase nada da minha infância e as vezes tenho muita curiosidade de saber como foi a mesma, decidi que um diário seria a melhor forma de guardar em palavras a vida do meu pequeno príncipe. Filho estou fazendo por ti e espero do fundo do meu coração que você goste da minha iniciativa um dia.
Agora são exatamente 23:57 do dia 04 de janeiro de 2009 e comecei escrevendo no word pois o moldem não está funcionando para abrir um blog ou algo parecido.

COMO TUDO COMEÇOU

O Rodrigo e eu começamos a nos relacionar exatamente a 7 anos 6 meses e 19 dias, foi no dia 15 de junho de 2001 que ele com seu violão e sua voz firme e macia começa a cantar do nada a música:

“Bati de frente com você
Meu coração sentiu que ia acontecer
Um sentimento forte entre você e eu
Foi emoção demais pra mim.

Falaram tanto de você
Que eu não resisti e quis te conhecer
Você é infinitamente mais amor
É pulsação, é vida.

Bastou um toque deste teu amor
Pra acabar de vez com a solidão
Eu descobri você é a razão
Pra me deixar de bem com a vida.

Você entrou em minha vida sim,
Você é bem mais do que um sonho bom
Você é tão real e vive em mim
Vive em mim
O nosso amor não vai ter fim”.


No dia seguinte, como perfeito cavalheiro, ele me pediu em namoro, nada de ficar, era sério, me amarrei. Dia 07/12/2004 foi nosso noivado, confesso que pedi para meu pai fazer aquela cara de sério, todo aquele sermão “aí de você se...”, mas ele não teve coragem, acho realmente que ele era o que mais apoiava todo o acontecimento. Dia 16/12/2005, fui para a faculdade pegar a nota da monografia, 9,5, passei, saí correndo para o salão, meu Deus aquele era meu dia, só meu, tudo mágico, tudo muito especial, nos casamos no cartório, churrascaria e depois 5 dias de festa em Minas (nem a gente agüentou o pique do povo, viemos embora no segundo dia de festa rsrsrs), o engraçado foi aquele tanto de gente chateados porque não foram convidados para o casamento na igreja, acho que ainda pensam que eu que fiz a desfeita de não chamar. Se me arrependo? Sinceramente não, mas confesso que tenho a curiosidade de saber como seria.

SER MÃE

Meu próximo sonho era o de ser mãe, então, incessante trabalho... Janeiro de 2007 descobrimos que estávamos grávidos, meu Deus que alegria... é uma sensação única, o peito enche que parece que vai explodir, as mãos ficam geladas, o coração acelera e por um minuto parei e me assustei, comecei a me questionar se eu iria saber ser mãe, mas no minuto seguinte estava agradecendo ao meu Deus tamanha benção. 03 de março, fui trabalhar, na volta o Rodrigo me pegou no metrô para irmos juntos pra casa como era de praxe diariamente, naquela tarde não havia me sentido bem, estava com cólica sei lá, cheguei em casa e fui direto tomar banho, quando olho havia perdido um pouco de sangue, fomos para o hospital, no ultra som escrito legível e claramente “FETO SEM BATIMENTOS PRESENTE”, abri o envelope antes de entregar para o médico, ali mesmo no elevador do hospital, perdi os sentidos, naquele momento meu coração parou de bater também. Dia 06 de março eu havia adormecido, tive um sonho muito estranho e nele eu estava com minha filha, quando me assustei no sonho e acordei, decidi levantar e ir ao banheiro, quando o Rodrigo notou que eu havia levantado ele levantou e foi ao meu encontro, ele estava na sala de TV que ficava na frente do nosso quarto, ele parou na frente da sala de TV e eu parei na frente da porta do quarto, todas as luzes estavam apagadas, ele então perguntou se estava tudo bem e eu respondi que sim que só havia levantado para ir ao banheiro, nessa hora acendi a luz para ele ver que realmente estava tudo bem, quando a luz acendeu o Rodrigo arregalou os olhos, ficou parado com o olhar espantado para mim, quando olhei para baixo eu estava simplesmente encharcada de sangue, havia um rastro de sangue da cama até onde eu estava, que susto, que dor na alma, ali naquele rastro de sangue estava meu (minha) filho (a), hospital e muitos dias para me recuperar.

Dia 15 de julho de 2007 fiquei sabendo que estava grávida do Filipe, estava de 5 semanas, acredite que olhei aqueles confusos números várias e várias vezes pra ter certeza que eu não estava louca, na hora que peguei o resultado o Rodrigo estava comigo no telefone, sinceramente não me lembro da reação dele, sei que ele ficou feliz, mas como foi não me lembro, saí ligando pra todo mundo de tanta felicidade, a primeira de todas é claro que foi minha amiga e confidente Mara, como ela ficou feliz, nessa época ele estava grávida de 3 meses do Vitor, ela logo marcou o obstetra para a mesma semana. 5 dias depois, quarta feira fui na consulta com o tal obstetra Dr Álvaro Luciano, especialista em alto risco, depois de colher todos os meus dados fizemos um ultra som e lá estava aquele feijãozinho, mas, não estava nada bem, havia pouquíssima vascularização em volta do feto o que não o supria adequadamente, disfunção hormonal e um cisto de 10 cm no ovário direito, detalhe que segundo o médico esse cisto correspondente ao tamanho estava ali a mais de 1 ano, o porque do detalhe? Lembra que a 4 meses eu tive um aborto espontâneo, então após isso fiz vários exames e nenhum deles mostrou cisto algum, então, de onde apareceu este de 10 cm? Resposta: ??????????? A partir daí foram caixas e caixas de remédios para “segurar” a gravidez. Ia a consulta toda semana, ultra som sempre para fazer acompanhamento, nossa que sofrimento, então com 3 meses, ufa! Tudo certo e estabilizado, a partir daquele momento minha gestação era como qualquer outra. Na semana seguinte no trabalho tive queda da pressão, caí e bati a cabeça no chão, não me lembro de nada, só o depois quando já estava na maca sendo atendida pelos socorristas do prédio. Nesse dia teve uma cena muito engraçada porque meu irmão trabalhava no mesmo prédio que eu, quando eu desmaiei foram comprar leite pra eu tomar e nessa estava todo mundo sem dinheiro, então a menina que estava fazendo faxina no meu serviço saiu correndo desesperada pra procurar dinheiro com alguém pra comprar o tal leite, por coicidencia ela chegou até meu irmão, nessa hora só faltava 0,50 centavos então ela pediu pra ele dizendo que faltava esse dinheiro pq ela precisava comprar o leite pois uma menina que estava grávida havia desmaiado, ele com toda a sua murrinhagem disse que não ia dar que só daria se fosse a irmã dele que tivesse desmaiado, nessa ele perguntou quem foi e ela respondeu que foi a Carol, no momento ele não associou nada eperguntou que Carol, o amigo que trabalha com ele que respondeu SUA IRMÃ! Ele deu o dinheiro e foi correndo onde eu estava, na hora que ele chegou foi exatamente a hora que eu estava acordando, como ele estava muito nervoso ele já foi brigando comigo o porque eu não tinha ligado pra ele e eu como estava acabando de acordar de um desmaio, sem saber exatamente nada do que tinha acontecido olho pra ele com a cara mais lerda e respondo NÃO DAVA PRA LIGAR POIS EU ACORDEI AGORA! KKKKKKKKKK Foi ilário! Felismente não aconteceu nada com meu BB só eu que tive fratura do crânio, até hoje dá pra sentir, credo!

1 mês depois entou eu novamente indo para o serviço, nesse dia eu estava meio mole, com vontade de ficar em casa e então pedi para o Rodrigo me levar e exatamente nesse dia ele disse que não iria, ei insisti e ele relutou então como era eu a empregada tive que ir de buzão, aff, o motorista estava achando que tava levando um monte de vaca ou porco sei lá, só sei que nesse dia não era o meu dia de sorte, acreditem que eu com aquele barrigão não teve um santa alma de bom coração que me cedeu um assento? Pois é, fui eu no chaqualejo arretado em pé, resultado, descolamento parcial da placenta, ninguém mercê, tomalhe remédio... Mas graças a Deus 1 mês depois já estava tudo certinho.

Quando eu estava com 5 meses o Rodrigo decidiu ir para o acampamento de adolescentes da igreja, a comemoração era lá onde Judas perdeu as botas, longe, mas bota longe mesmo. Fiquei sozinha em casa, o Rodrigo iria ficar acho que 5 dias nesse acampamento, então no terceiro dia comecei a ter cólicas, não sei se devido ao nervosismo de estar sozinha as cólicas aumentavam constantemente, comecei a ligar para o Rodrigo, mas como já disse que ele estava lá onde Judas perdeus as botas e as meias e sei lá mais o quê o celular dele não pegava, o pior é que o de nenhum dos meninos que eu tinha o telefone pegava, o telefone do obstetra também não dava em nada, quase pirei e foi naquele momento que com muitas lágrimas nos olhos e o coração apertado gritei literalmente ao meus Deus por socorro e ele me ouviu, consegui contato com um dos meninos do acampamento, não o conhecia, mas naquele momento ele virou meu anjo. Ele chamou o Rodrigo e quando falei como estava me sentindo ele voou pra casa, chegou rapidinho dentro do possível, ficamos sabendo que os adolescentes do acampamento se juntaram, eram mais ou menos 120 adolescentes mais o pessoal da equipe e naquele momento todos em uma só voz começaram a orar por nós, depois vimos o vídeo desse momento e realmente é emocionante (vou tentar colocar aqui depois). Quando o Rodrigo chegou me acalmei mais um pouco, fomos para o hospital e graças a Deus não era nada, estava tudo bem. Depois desse dia troquei de obstetra, comecei a me tratar com a Dra Cyntia Casagrande (anjo de Deus), linda, calma, confiante, foi tudo de bom, ela me acompanhou até o fim da gestação e fez o parto do Filipe.

A data prevista do parto era para o dia 21 de abril de 2008, mas no dia 25 de março comecei a sentir as contrações, começou fraco, mas no dia seguinte, cruz credo! Que dor era aquela? Não aguentei, paramos no consultório da Dra Cyntia, depois da avaliação o quadro era o seguinte: realmente o Filipe queria nascer, mas..., dilatação 0 (em falar nisso, essa coisa de “toque” não é de Deus não viu!), se ele nascesse naquela semana seria pré-termo (pré-maturo) e não queriamos isso, pois ele iria para incubadora, solução? Aguentar, ali começou a “responsabilidade” de ser mãe, a vida do meu pequeno seria decidida por mim, então, decidimos aguentar até domingo, infelismente a dor não diminuiu com essa decisão, ao contrário, cada nova contração, maior a dor e mais curto era o intervalo entre elas. Tinhamos que fortalecer o coração do Filipe para não ter o pirigo dele ir para a UTI neonatal, para isso não acontecer teria que tomar injeção todos os dia até o domingo, sinceramente, se não fosse meu filho teria desistido na primeiro, o coisinha dolorosa, aff!!! No sábado fomos no hospital conhecer o quarto, a UTI neonatal, confirmar se estava tudo certo, confirmamos, era só ir no dia seguinte as 16:00 horas para fazer a internação, a cesária estava marcada para as 19:00. Ainda com 0 de dilatação 4 dias depois, não tive saida. Fomos pra casa e no caminho passamos no supermercado já que eu deveria comer comida leve, compramos e fomos para a fila, acreditem ou não, do nada houve uma briga no caixa ao lado, uma confusão só, quebararam garrafa na cabeça do rapaz do lado, vieram outros para brigar tbm, um cara veio para o lado do Rodrigo o Rodrigo empurrou ele para que ele não me machucasse, pensem que bagunça! Mas no fim deu tudo certo dentro do possível. Dia 30 de março de 2008, o grande dia, ele ia chegar, sinceramente não fiquei nervosa só queria ver o rostinho dele, passar a mão no seu corpinho, saber que estava tudo bem.

Chegamos no hospital, quando fomos dar entrada adivinhem, nada feito, deu um rolo com nosso convenio, e de repente nõ aceitavam mais, sorte que a obstetra estava dando plantão justamente naquele hospital e naquele dia. Fomos nela, meu Deus, não aguentava mais aquela dor, e agora? Ela sugeriu que fizessemos a cesário no dia seguinte, na segunda, mas do fundo do meu coração que eu não aguentava mais, e acho que o Rodrigo não aguentava mais me ver com aquela dor, tadinho não podia fazer nada. Ele começou a ligar desesperado pra tudo quanto era hospital pra ver se tinha a possibilidade de fazer a cesária ainda naquele dia, conseguiu, falamos com a Dra e ela aceitou fazer o parto no outro hospital, entramos no carro e fomos em frente. No Hospital Anchieta fomos muito bem atendidos, tratamento especial, foi muito 10, todos muito simpáticos e prestativos, nos levaram até o quarto para aguardar, troquei de roupa e confesso que por um minuto me deu um frio na barriga, mas olhei para o Rodrigo e logo passou. Tudo pronto, fui para a sala de espera ao lado do centro cirúrgico, o Rodrigo ficou do lado de fora, pois como mudamos de hospital na última hora ele não tinha a autorização pra entrar, teria que ficar esperando a médica para ela assinar a autorização, às 19:15 ela chegou, me confortou e fomos para o centro cirúrgico, no teto tinha desenhos de nuvens, estrelas eu acho, por Deus não fiquei nervosa, o anestesista chegou, pronto, hora de coemeçar, ele aplicou a raqui, ele pediu para eu esperar um pouco para fazer efeito, nessa hora vi o Rodrigo do outro lado do vidro, me confortei. Fiquei lembrando da história da Mara de quando ele foi ter o filho dela o Lucas, que a anestesia não pegou e o médico cortou ela, ela se desprendeu da maca e gritou de dor, já pensou? então toda hora eu ficava levantando as pernas pra saber se ainda tinha ou não os movimentos, e os movimentos persistiam, levantei 1 vez, 2, 3, 4, 5... Nada. Então de novo, só que desta vez ele deu a peridural, não doeu nada até porque eu estava um pouco anestesiada da outra, desta vez deu tudo certo. Iniciaram o parto, é muito estranho, o Rodrigo estava com 2 máquinas, gravando e tirando foto, e nem tremeu! Depois de um tempo ouvi o choro do meu bb, mas estava tão longe, não entendi direito o que estava acontecendo até o Rodrigo vir até mim com a camêra fotográfica, ele me falou que haviam levado o Filipe para limparem e me mostrou o vídeo do seu nascimento, desta hora só me lembro que chorei.

Não me mostraram ele porque ele se sufocou, estava com 2 voltas do cordão enrolados no pescoço, depois de alguns dias o Rodrigo me contou que quando o Filipe nasceu a médica virou pra ele e disse que por alguns segundos a mais ele não teria nascido. Levaram ele para a encubadora, o Filipe nasceu às 20:30, com 3,225 kg e 50 cm. Vi meu bebê as 3:00 da madrugada, foi mágico, único, bom demais. Ele tão indefeso, as roupinhas enormes, dormindo que nem um anjinho, era o meu anjinho. Dois dias depois fomos pra casa.

De agora em diante vou contando aos poucos os acontecimentos.